diario as beiras
GeralPampilhosa da Serra

Jorge Custódio: “Já perdemos cerca de 5 milhões de euros devido à falta de empresas”

10 de abril às 07h58
0 comentário(s)

Assinala-se hoje, 10 de abril, o feriado municipal da Pampilhosa da Serra. Quais são os pontos fortes do programa comemorativo?

O feriado municipal de Pampilhosa da Serra é uma data especial para todos os pampilhosenses. Foi a 10 de abril de 1385 que D. João I, em resposta ao pedido dos representantes do povo da Pampilhosa, emanou uma Carta de Privilégios, pela qual reconheceu a autonomia do concelho de Pampilhosa da Serra, face à ameaça de integração no termo da Covilhã. Num ano especial, em que se comemoram os 50 anos de democracia em Portugal, este é também o tempo de prestar contas aos pampilhosenses e de dar conta de tudo o que foi feito até ao momento neste mandato autárquico. Nesse sentido, irei elencar a todos os pampilhosenses, todas as obras e investimento feitos, ou em execução, no concelho, desde outubro de 2021, obras que se refletem em cerca de 22 milhões e 500 mil euros de investimento.

A inauguração da requalificação da Biblioteca Municipal é um dos momentos das comemorações. Qual o motivo de realizar a reabertura nesta data?

Este é também o tempo de mostrar e inaugurar todas as obras que nos é possível aos pampilhosenses. Apesar de ser inaugurada no dia 10 de abril, a Biblioteca Municipal Dr. José Fernando Nunes Barata irá apenas abrir ao público mais tarde. Esta requalificação visa melhorar e modernizar este espaço cultural municipal assim como promover a sua adesão à Rede Nacional de Bibliotecas.

Que pessoas e entidades vai a autarquia distinguir e homenagear?

Iremos distinguir diversas entidades e personalidades através da assinatura de protocolos financeiros ou da atribuição de medalhas municipais.
Ao nível das condecorações, iremos atribuir a Medalha de Mérito Municipal, a título póstumo, ao artista Guilherme Filipe Teixeira, natural da aldeia de Fajão, a Medalha Municipal de Valor e Altruísmo a José Antunes Martins, empresário responsável pela dinamização do medronho enquanto produto no nosso concelho, a José Travassos Vasconcelos, ex-jornalista da Comarca de Arganil e impulsionador do associativismo pampilhosense, e a José Fernandes Ferreira, ex-presidente da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra. Irá também ser atribuída a Medalha Municipal de Bons Serviços a António Augusto de Jesus Dias, Acácio Garcia Serra e Vítor de Jesus Coelho, três funcionários da autarquia que se reformaram em 2023.

À semelhança do ano passado a autarquia vai entregar apoios financeiros?

Ao nível da atribuição de protocolos financeiros, iremos distinguir o trabalho da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra, com a atribuição de 275 mil e 500 euros, do Grupo Musical Fraternidade Pampilhosense com a atribuição de cinco mil euros, da Associação do Pessoal do Município de Pampilhosa da Serra com a atribuição de 45 mil euros, do Grupo Desportivo Pampilhosense com a atribuição de cinco mil euros, da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra com a atribuição de 15 mil euros, do Rancho Folclórico de Pampilhosa da Serra com a atribuição de cinco mil euros, do Rancho Folclórico de Dornelas do Zêzere com a atribuição de cinco mil euros, da Associação de Solidariedade Social de Dornelas do Zêzere com a atribuição de 28 mil euros e da Santa Casa da Misericórdia de Pampilhosa da Serra com a atribuição de 46 mil euros.

Ler entrevista completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Autoria de:

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Geral

Pampilhosa da Serra