diario as beiras
Coimbra

Coimbra: Estudantes da ESEnfC pediram interrupção da greve dos professores

26 de junho às 07h17
0 comentário(s)
DB/Foto de Ana Catarina Ferreira

“Acabem com a greve” e “Estudantes merecem respeito, avaliações são o nosso direito” foram palavras entoadas por dezenas de estudantes, que se juntaram ontem à frente do Polo B da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC), para criticarem a forma como a greve dos professores está a ser feita.

Cerca de 350 estudantes estão a ser afetados nas avaliações.

A Associação de Estudantes levou ontem a cabo uma manifestação junto à instituição de ensino, alertando para os prejuízos que uma greve de professores, está a causar entre a comunidade estudantil.

“Cerca de 350 estudantes estão a ser impossibilitados de fazerem avaliações por frequência. Acaba por ser uma desvalorização da nossa profissão e da nossa entrada no mercado de trabalho. Somos a escola que coloca mais enfermeiros no mercado de trabalho e isso está a ser desvalorizado”, disse Francisca Lopes, vice-presidente da direção da associação de da ESEnfC.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do dia 26/06/2024 do DIÁRIO AS BEIRAS

Autoria de:

Afonso Pereira Bastos

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Coimbra