diario as beiras
opiniao

Opinião: O Euro 2024 e (alguns) dos nossos dados de sonho

27 de junho às 09h37
0 comentário(s)

“Sonhar é o novo normal” é o título de um dos artigos da Revista do Expresso (edição de 14/06/2024 ) onde se discutem os feitos e possibilidades da nossa seleção masculina de futebol, sonhos para o Euro 2024 e o selecionador nacional, Roberto Martínez, e o seu percurso.

Se é verdade que, nos anos 80, os dados das nossas equipas nos recomendavam que acreditássemos em milagres e a regra era “sofrer até à última” e “de calculadora na mão” para um apuramento para a fase seguinte, hoje praticamente todos os dados nos são favoráveis. Fomos campeões no Euro 2016, contra ventos e marés (com alguma sorte, genialidade e uma espécie de milagre vindo dos pés do Ederzito), somos uma das equipas com mais jogadores a jogar em ligas nacionais de destaque e com vários jogadores candidatos ao onze de sonho.

Os dados dizem que a nossa seleção vale muitos milhões. E temos o Cristiano! Os dados do Cristiano são absolutamente incríveis, havendo analistas que se referem a ele como uma “máquina de vencer”, que treina incansavelmente, ocupado em superar as suas próprias marcas para se manter competitivo e no topo: veja-se quando treina com o Francis Obikwelu para correr 10,6 segundos aos 100 m! Continuam a ser do Cristiano vários records nesta competição: o de jogador com mais presenças ( 6 ), maior número de assistências, o mais velho a marcar um golo por Portugal ( 36 anos e 138 dias, contra a França, no Euro 2020 ), o 2.º jogador mais velho em competição (hoje com 39 anos e 124 dias sendo que o mais velho de sempre é o Pepe com 41 anos e 117 dias no dia do jogo com a Turquia), tendo sido também batido o record do mais novo quando se estreou no Euro 2004.

O lugar do mais novo é agora de Lamine Yamal, um jovem espanhol que levou os livros para estudar durante a competição e que se estreou a 15 de Junho de 2024, com 16 anos e 338 dias de idade: tem quase 25 anos a menos que Pepe. Desde 02/03, segundo o Transfermarkt, Cristiano jogou 1.013 jogos, durante 82.996 minutos (média de 81 minutos por jogo), marcou 759 golos (a Wiki contabiliza 893 ) e fez 238 assistências para golo, foi sancionado por 8 vezes com um cartão vermelho (uma média de 0,000079 por jogo), e é o jogador com maior número de golos marcados por uma seleção ( 130 ). No fundo, também nestas competições estamos sempre a analisar dados e a usar dados para justificar as nossas opiniões e preferências por determinado jogador ou seleção, ou até a procurar justificar as opções dos selecionadores: “show me the numbers” (Stephen Few) é a regra.

No Euro 2024, se o Cristiano ou o Pepe marcarem um golo (com probabilidades favoráveis ao Cristiano) um deles será o jogador mais velho de sempre a marcar nesta competição. Quando escrevo este artigo, Portugal ainda não jogou contra a Geórgia: tenho esperança que, quando o estiverem a ler, o Cristiano seja o mais velho marcador de sempre em seleções no Euro 2024 e que a seleção some 9 pontos sendo uma das melhor sucedidas na competição até à data. E melhores números virão porque os dados nos são favoráveis e “sonhar é [agora] o novo normal”!

Autoria de:

Isabel Pedrosa

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


opiniao