Opinião – Novo registo

Posted by

Quais devem ser os desígnios do concelho para esta década?

Num concelho há tantos anos com tudo por fazer (a Zona Industrial do Pincho continua um sonho, a areia continua a depositar-se a norte e a fazer falta a sul, as Lagoas continuam à espera, a Serra da Boa Viagem continua sem desígnio, o Cabedelo continua sem orientação clara, as obras continuam paradas na cidade, o turismo continua sazonal…), desejei nesta coluna, para 2020, o que já o tinha feito para cada um dos anos anteriores: 1. Um Desígnio; 2. Um Caminho; 3. Os Recursos adequados; 4. Uma muito maior participação da Sociedade Civil, ou seja, uma desconcentração do poder de decisão e de ação.
Qual defendo que seja, portanto, o desígnio do concelho para esta década? O de um concelho empregador e sustentável. Empregador, porque, de acordo com a Pordata (Base de Dados Portugal Contemporâneo), a população no concelho da Figueira, entre 2010 e 2019 decresceu, de 62.329 para 58.807, e envelheceu dramaticamente, uma vez que os idosos por cada 100 jovens aumentaram de 160 para 216.
Assim, só com investimento (material e imaterial) e inovação se promoverá a criação de emprego, sobretudo para fixar (casais) jovens e não residentes, o que dinamizaria todo o concelho. Para isso, é urgente eleger como missão e prioridade autárquicas a captação de investimento, o combate ao “isolamento ferroviário” da Figueira, uma revolução na rede de transportes coletivos públicos na cidade e no concelho e a eleição do porto como base da projeção da “marca Figueira” no Mundo.
E sustentável, porque desde a Carta de Aalborg, em 1994, não é desejável “construir cidade” sem a participação da comunidade local nem a obtenção de consensos, sem se pensar na conservação do capital natural ou num correto ordenamento do território.
Urge trabalhar para compaginar os processos humanos e ecológicos, implementando as soluções mais sustentáveis, a fim de garantir a todos as necessidades em saúde, educação, habitação, lazer, segurança, etc., para que, juntos, possamos crescer e prosperar. Ou seja: é preciso um novo registo!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.