diario as beiras
Coimbra

Câmara de Coimbra quer avançar com projeto-piloto de transporte flexível em Cernache

13 de junho às 16h07
0 comentário(s)
DR

A Câmara de Coimbra pretende avançar com um projeto-piloto de transporte flexível em Cernache, zona com “baixa acessibilidade”, que terá como foco dar resposta de transporte a “jovens e idosos”, afirmou hoje o município.

O projeto é uma de três iniciativas incluídas numa proposta de financiamento dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) para a promoção do transporte público, que será debatida e votada na reunião do executivo, que vai decorrer na sexta-feira, informou a Câmara de Coimbra, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

A iniciativa está integrada num projeto europeu que, envolvendo 30 parceiros de 15 países europeus, procura assegurar “soluções inovadoras de mobilidade que possam ser replicadas em diferentes cidades”, sendo constituídos laboratórios vivos em várias cidades, como Munique, Atenas, Genebra, Roterdão e Coimbra, aclarou o município.

No laboratório vivo de Coimbra está prevista a criação de serviços de transporte flexível em Cernache, “que é uma zona caracterizada por baixa acessibilidade”, salientou.

Segundo a autarquia, o projeto está em fase de implementação do piloto, com introdução de ferramentas de suporte tecnológico, sendo necessária a criação de um ‘call center’ de suporte ao projeto e de um sistema de “otimização de pedidos e criação de rotas”.

“Este projeto visa otimizar recursos humanos e materiais, aumentar a eficiência operacional, permitindo uma gestão mais eficiente da frota e dos motoristas, reduzindo tempos de espera e otimizando o uso dos veículos, bem como a possibilidade de ajustar os serviços conforme as necessidades dos passageiros para melhorar a satisfação e a fidelização dos clientes”, realçou a Câmara de Coimbra.

Para além deste projeto, está prevista uma nova aplicação de acesso à informação em tempo real dos SMTUC, para permitir aos utilizadores “consultar horários, rotas, localização de pontos de estacionamento, entre outras funcionalidades”.

O pacote de medidas inclui ainda uma atualização da plataforma de geração automática de horários e novos ‘layouts’ da rede dos SMTUC, para garantir informações “mais acessíveis, precisas e apelativas”, tornando a ferramenta “mais intuitiva e moderna”.

As três iniciativas, promovidas pelos SMTUC, têm um custo global de cerca de 60 mil euros e serão implementadas no âmbito do Programa de Incentivo ao Transporte Público Coletivo de Passageiros, programa de financiamento previsto no Orçamento do Estado de 2024.

Autoria de:

Agência Lusa

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Coimbra