Pombal investe mais de 600 mil euros em 10 quilómetros de estradas do concelho

Posted by

DR

A Câmara de Pombal, no distrito de Leiria, vai investir mais de 600 mil euros em cerca de 10 quilómetros de vias rodoviárias do concelho para as dotar de melhores condições de segurança, anunciou hoje o município.

Uma das intervenções visa a requalificação da estrada municipal (EM) 532-2 entre a localidade de Barrocas e a antiga passagem de nível em São Francisco (acesso a Vermoil), com a extensão de 6,2 quilómetros, refere uma nota da câmara.

A empreitada, com o prazo de execução de quatro meses e o custo de 334 mil euros, acrescido de IVA (imposto sobre o valor acrescentado), prevê ainda “o melhoramento de pavimentos em diversos arruamentos”, com um total de cerca de 1,3 quilómetros, designadamente nas povoações de Casalinho, Carvalhais, Valdeira, Arneiro do Pisão e Pisão.

Trata-se de uma obra para requalificar “uma importante ligação” de Pombal às “antigas freguesias de São Simão de Litém e Santiago de Litém e que, por força das obras de saneamento básico, realizadas em 2013 e 2014”, tem “o pavimento bastante degradado”, explicou o vice-presidente da câmara, Pedro Murtinho, citado no comunicado.

Além da repavimentação da via, a empreitada inclui também “a drenagem das águas pluviais e sinalização horizontal e vertical”, adiantou o autarca, destacando ainda “a implementação de lombas redutoras de velocidade, aliadas a passadeiras de modo a garantir o fluxo pedonal em segurança, sobretudo em atravessamentos da via”.

A Câmara de Pombal aprovou, por outro lado, a abertura de procedimento para a requalificação da designada Estrada dos Peregrinos, recentemente integrada nos Caminhos de Fátima, entre o acesso ao IC2 (itinerário complementar que liga Pombal a Leiria e a Coimbra) em Flandes e o limite urbano de Águas Férreas, numa extensão de cerca de 2,6 quilómetros.

A execução do projeto, cujo concurso público tem o preço base de 294 mil euros (acrescido de IVA), pretende requalificar a “degradada” estrada, que apresenta “grandes problemas ao nível da segurança rodoviária” e índices de “sinistralidade elevados”.

A obra prevê “saneamento de solos, aplicação de camada de desgaste, tratamento de águas pluviais, medidas de acalmia de tráfego”, reforço da sinalização e, ainda, substituição da rede de abastecimento de água, com um “histórico de ruturas e envelhecimento” assinaláveis, sublinhou Pedro Murtinho. O valor total do investimento ronda os 628 mil euros.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.