“Nos crimes sexuais, a prova é difícil”

Posted by
FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

O juiz da Instância Central Criminal de Coimbra, Fernando Prata Andrade, afirmou ontem que “nos crimes sexuais, temos quase sempre prova difícil”.

Ao intervir no Curso de Formação “Sexologia Forense: Da Queixa à Sentença”, promovido pelo Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF), o causídico apresentou alguns casos práticos onde interviu e que ajudaram os mais de 60 inscritos a perceber melhor “o percurso mental do julgador quando tem de decidir”.

“A forma como apreciamos a prova é a pedra de toque do julgador”, referiu o juiz. Fundamental, na sua opinião, é a realização de boas perícias, pois “se há área do direito criminal onde isso é fundamental, é neste tipo de crime”.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.