Namoradas usadas para receber lucro de venda de droga

Posted by

Dois homens e duas mulheres começaram ontem a ser julgados no Tribunal de Coimbra pela prática, em co-autoria, de um crime de branqueamento. Os factos ocorreram nos anos de 2012 e 2013, altura em que os arguidos do sexo masculino estavam a cumprir pena por tráfico de estupefacientes no Estabelecimento Prisional de Coimbra.

De acordo com a acusação, os dois indivíduos aproveitaram-se do namoro com duas mulheres – uma delas trabalhou na cozinha da prisão durante oito meses – para através delas receberem o “lucro” da suposta venda de droga dentro das instalações. Ontem, dia em que começaram a ser julgados no tribunal, apenas as mulheres quiseram prestar declarações perante o coletivo de juízes.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.