Opinião – “Certeza, vontade, mudança. Vencer para mudar”

Posted by

LUÍS PARREIRÃOLuís Parreirão

Fez ontem, 3 de Fevereiro, exactamente 30 anos que um conjunto de jovens estudantes universitários, reunidos na Lista C e à sua volta, foram eleitos para a Direcção Geral da Associação Académica de Coimbra. A academia procurava a mudança. O país também! Vivíamos, tal como hoje, um momento muito difícil da vida do país, como se viria a confirmar com a intervenção do FMI no final de 1983. As relações de forças, na Universidade e na sociedade, eram então diferentes do que são hoje, mas os estudantes começavam a dar sinais inequívocos de querer mudar e de qual o sentido da mudança. E não só em Coimbra!

A Lista C nunca escondeu a sua inspiração socialista, como outras também o não fizeram. Registe-se, aliás, que já em 1982, um ano antes, uma lista de inspiração política semelhante tinha ganho as eleições para a Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa. Integravam-na, entre outros, o José Apolinário, o Eduardo Cabrita, o Vitalino Canas e o António Costa. E, em Coimbra, a Lista C liderada pelo Dinis Alves quase saiu vitoriosa em 1982.

Em Coimbra, a vitória da Lista C certamente terá contado com o ambiente político que se vivia, mas resultou, na minha opinião, de vários factores que lhe são especificamente atribuíveis e que hoje só relevam porque talvez nos permitam aprender alguma coisa.

Destaco:

Muito trabalho, dedicação e proximidade.

Ideias claras e propostas concretas que respondiam a problemas reais dos estudantes.

Relação saudável e equilibrada entre os militantes partidários e os não militantes.

Credibilidade individual e colectiva dos seus membros.

Capacidade para congregar todo o eleitorado de “esquerda” e uma parte significativa do eleitorado “social-democrata ”.

Foi uma bela aventura – única e irrepetível – que a todos os que nela participaram terá deixado boas aprendizagens para a vida. Uma aventura que foi possível porque 2892 estudantes da Universidade de Coimbra confiaram em 28 colegas para fazer a mudança. A saber: Fernando Jorge, Helena Vieira Alberto, Ramiro Pinhal, Manuela Pato, João Rui, Fátima Domingues, Borges Chaves, Carlos Gata, Jorge Costa, Filomena, Rogério Gaspar, Luís Andrade, Fernando Godinho, Carlos Brás, Arnaldo Pereira, Vítor Pereira, Pais Martins, João Carlos, João Goulão, Paulo Parreira, Ricardo Roque, Ana Paula, Fernando Ramos, Diogo Portugal, José Cacho, Júlio Cardoso, Rui Martins, Luís Parreirão.

One Comment

  1. Pingback: O projecto C já foi há mais de 30 anos « Mario.Ruivo Blog

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*