Quercus contesta corte “abusivo” de árvores nas margens do rio Vouga

Posted by

A associação ambientalista Quercus denunciou esta quinta-feira (15) publicamente o corte “abusivo” de árvores nas margens do rio Vouga, no âmbito de duas intervenções da Polis Litoral Ria de Aveiro e da Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Centro.

Os ambientalistas chamaram os jornalistas ao local para observar os efeitos provocados pelo que dizem ser “trabalhos de destruição da vegetação arbórea e arbustiva” nas margens do rio Vouga entre Angeja e S. João de Loure, em Albergaria-a-Velha.

Em causa está uma limpeza feita pela ARH para atenuar os riscos de cheia em períodos de maior precipitação e um projeto da Polis para requalificação da Pateira de Frossos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*