diario as beiras
Coimbra

Conimbricenses foram a Dortmund ser o 12 º jogador e impulsionaram Portugal para a vitória

24 de junho às 09h49
0 comentário(s)

Com mais de 587 mil habitantes, Dortmund é uma cidade alemã conhecida pela sua longa tradição de música e teatro. Em 1997, a cidade entrou nas bocas do mundo mas pelo futebol. O seu clube, Borussia Dortmund, foi campeão europeu de futebol, ao bater, por três bolas a uma, a Juventus, num jogo em que o português Paulo Sousa foi titular.

Quis o destino que, passados 27 anos, a cidade de Dortmund voltasse a estar na rota de Portugal e dos portugueses. Signal Iduna Park, o estádio do Borussia Dortmund, tem capacidade para 81.359 espetadores e é emblemático pela “Yellow Wall”, que os adeptos da equipa alemã realizam numa das suas bancadas.

No sábado, a “parede amarela” foi substituída pelos adeptos portugueses, que mesmo em minoria, se fizeram ouvir e ajudaram a seleção portuguesa de futebol a bater, por três bolas a zero, a Turquia e qualificar-se para os oitavos-de-final do campeonato de europa de futebol.

Entre os mais de 12 mil portugueses presentes no Signal Iduna Park, estavam vários grupos de conimbricenses. Diogo Umbelino e João Costa Cardoso foram dois dos muitos que viajaram até a Alemanha para apoiarem Portugal, nesta que foi a primeira experiência que tiveram numa competição internacional de futebol.

Ao DIÁRIO AS BEIRAS, Diogo Umbelino explicou quando é que decidiu ir ver Portugal.

“Eu decidi perto do Natal, no início de dezembro, quando recebi um email da UEFA a avisar da venda de bilhetes. Quando comprei os bilhetes, nem sequer sabia que o euro era na Alemanha”, revelou o conimbricense, explicando depois como foi a aventura até Dortmund.

 

“Havia imensos grupos de Coimbra. Parecia que estava no Parque Verde, vi mais de 40 pessoas de Coimbra” – Diogo Umbelino

 

 

“Encontrei-me com um amigo meu de Coimbra, em Antuérpia, na Bélgica, onde ele está neste momento a viver. Como os alojamentos na Alemanha estão caríssimos, alugamos um carro e fomos e viemos no mesmo dia”, disse.

“Algo único e épico”

O jovem de 27 anos revelou que o ambiente vivido em Dortmund no dia do jogo ficará marcado para a sua vida.

“Foi das coisas mais lindas que eu já vi. Vou a todos os jogos da seleção em Portugal e neste jogo vi algo que eu nunca tinha vivido. No estádio foram 90 minutos a cantar e a apoiar a seleção. A meio do jogo os jogadores agradeceram-nos. Foi algo único e épico”, realçou o conimbricense, confidenciando que, por momentos, lhe parecia que estava “em casa”.

“Havia imensos grupos de Coimbra. Parecia que estava no Parque Verde, vi mais de 40 pessoas de Coimbra. O ambiente estava incrível, havia muita churrascada, música popular portuguesa e muito convívio”, esclareceu.

João Costa Cardoso, outro conimbricense, destacou a união da comunidade portuguesa.

“Foi um dia inesquecível, com portugueses de todo o lado juntos em Dortmund. O ambiente no cortejo para o estádio foi de festa e de confiança. A cidade estava muito bem preparada e recebeu nos todos muito bem. Realço a grande comitiva que viajou de Coimbra para apoiar a seleção”, disse.

Para este jogo “único”, Diogo Umbelino preparou uma brincadeira para apimentar o ambiente antes do jogo.

“No Instagram vi muitos memes relacionados com estes jogos. Então decidi fazer um cartaz a dizer que a bifana era melhor que kebab. Toda gente queria tirar uma foto (rindo-se)”, revelou.

Ainda assim, João Costa Cardoso frisou que “convívio com os turcos foi bastante pacífico e em festa”.

Ao DIÁRIO AS BEIRAS, o Diogo Umbelino anunciou: “Se Portugal for à final e conseguir comprar bilhete, eu vou!”.

 

 

Autoria de:

António Cerca Martins

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Coimbra