Opinião: Abril Sempre

Posted by

Vive-se hoje mais uma celebração da revolução dos cravos de Abril. Particularmente, sinto uma alegria imensa por esta crónica sair hoje – DIA da LIBERDADE, realidade que há 45 anos não poderia ter sido escrita, publicada ou lida, pois vivia-se um tempo de MEDO, de OPRESSÃO, de INJUSTIÇA, de POBREZA, de ANALFABETISMO, de IMIGRAÇÃO, de GUERRA COLONIAL, de REPRESSÃO.

Relembrar Abril é trazer à nossa presença as ruas cheias de figueirenses que se manifestavam com uma infinda alegria, pois pela primeira vez estavam a vivenciar os seus momentos de LIBERDADE, gritando em uníssono “O povo unido, jamais será vencido”, “25 de Abril sempre, fascismo nunca mais”, ou cantando “O povo é quem mais ordena dentro de ti, ó cidade”.

Celebrar Abril é poder dar vida a uma história de passado de figueirenses, tornando presente os factos vivenciados, e que relevam uma história pessoal e coletiva das nossas gentes que de uma forma tão resistente e virtuosa conseguiram conquistar aquilo que mais dignifica a razão do ser humano – a LIBERDADE.

Festejar Abril é dar às sociedades vindouras o conhecimento das suas géneses de LIBERDADE. É transmitir aos mais jovens o seu significado, expressando que ser filho de Abril exige o respeito e a preservação, das conquistas que Abril nos trouxe – direito ao ensino, à saúde, ao trabalho, à reunião, à expressão de pensamento, à democracia, à LIBERDADE. Por isso é importante afirmar todos os dias: 25 DE ABRIL SEMPRE, FASCISMO NUNCA MAIS!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.