Agência de Tábua e Oliveira do Hospital aprovou orçamento para 2017

Posted by

A direção da ADI (Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital) viu aprovado por unanimidade, em assembleia geral – dirigida por Mário Loureiro, presidente da Câmara Municipal de Tábua – o Plano de Atividades e Orçamento para 2017.

Na qualidade de entidade responsável pela promoção do comércio local dos centros urbanos de Tábua e Oliveira do Hospital, a ADI, cujo presidente é José Francisco Rolo (vice-presidente da autarquia oliveirense), apresentou o documento, contemplando a realização de 63 ações ao longo de 2017, 12 delas completamente inovadoras em relação ao ano anterior, num orçamento que ultrapassa os 262 mil euros.

Orçamento a crescer
Verifica-se um aumento orçamental destinado à promoção de ações, eventos e incentivos que divulguem e valorizem as compras no comércio local de Tábua e Oliveira do Hospital.
Trata-se de um orçamento “guiado pelo princípio do rigoroso equilíbrio e sustentabilidade económico-financeira da ADI, como tem sido prática da direção que assumiu funções no final de 2009”. Entre as ações programadas, destaca-se o estabelecimento de parcerias para a capacitação dos empresários/comerciantes. No âmbito da promoção turística, o objetivo anunciado é desenvolver ações alinhadas e complementares com as estratégias municipais para o turismo, que aumentem a visibilidade dos dois concelhos e multipliquem o número de visitantes.
Resultado da “experiência ganha na execução das ações e projetos de promoção do comércio local”, o Plano de Atividades para 2017 tem em conta a aplicação de programas como o PROVERE iNature/Aldeias de Montanha, Aldeias do Xisto 2020 ou DLBC/ADIBER-Beira Serra, bem como novas candidaturas de promoção e valorização do comércio local no âmbito do Portugal2020.

Uma década de atividade
Em 2017 a ADI comemora 10 anos de atividade, uma data que a direção quer assinalar em parceria com o Conselho Consultivo do Comércio Local de Tábua e Oliveira do Hospital, constituído pela referida agência em 2015, e que é composto por mais de 60 estabelecimentos comerciais já aderentes.
Refira-se que a ADI é uma das duas UAC (Unidades de Acompanhamento e Coordenação) que continuam ativas na região de Coimbra, o que releva “a capacidade de resistência, adaptação, criatividade na promoção de novas ações”, refere a direção. Simultaneamente o trabalho de parceria e envolvimento regional tem-lhe conferido “o reconhecimento como entidade idónea e parceira credível”, tal como foi referido na assembleia geral.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.