Bonifrates convida ao reencontro com os poetas nas casas que habitaram em Coimbra

Posted by

“(Re)habitar – recital itinerante pelas casas dos poetas” é a proposta que a Cooperativa Bonifrates apresenta a todos os interessados pela história da criação literária que a cidade conta, num percurso pela Alta e pela Baixa de Coimbra, no dia 7 de abril, o próximo sábado, a partir das 14H30. A iniciativa da Cooperativa de Produções Teatrais e Realizações Culturais da cidade está integrada na programação da XX Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC).

A intenção, de acordo com uma nota da Bonifrates é passear pelas ruas da Alta e da Baixa de Coimbra e descobrir nas casas “testemunhos de vida”. Assim, todos os que participarem no percurso podem “reencontrar as palavras de poetas nas casas que habitaram, nos lugares de partilha que sentiram como segunda casa”.

Deixar que “as casas de fora nos olhem pelas janelas” e “reconstruam, através das palavras dos poetas, as ruas da rota que queremos traçar”, é o que se propõem os responsáveis pelo percurso poético.

O ponto de encontro e “casa da partida” para o percurso é a Biblioteca Joanina, no Pátio das Escolas da Universidade de Coimbra (UC), pelas 14H30. Seguem-se a Faculdade de Letras da UC, o Museu Nacional de Machado de Castro, a Sé Nova, a rua da Matemática, a rua das Flores, a Couraça dos Apóstolos, Santa Cruz, o café A Brasileira, a Sé Velha e a Torre de Anto, para acabar na Casa da Escrita, novamente na Alta.

Ainda de acordo com a Bonifrates, a participação no recital itinerante “(Re)habitar – recital itinerante pelas casas dos poetas” tem lotação limitada. A atividade é gratuita, mas é obrigatória a inscrição prévia  para o email bonifratesbilheteira@gmail.com ou através do telefone 916 615 388.

Entretanto, os responsáveis pela iniciativa lembram todos os interessados que, antes da inscrição, deve ter-se em atenção que o percurso proposto é integralmente a pé e tem, aproximadamente, a distância de cinco quilómetros e a duração de três horas, desde a Alta à Baixa de Coimbra, terminando na Casa da Escrita. Por essa razão, os participantes são ainda aconselhados a usar “calçado adequado”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.