Wilson Domingues quer “limpar” a AAC

Quais as principais bandeiras do projeto que lidera?
A nossa candidatura surge em representação do Pato, que migrou recentemente para o lago dos jardins da AAC, lago esse que se encontra extremamente poluído. Para o Pato, a forma de limpar o lago é “limpar” a própria AAC, resolvendo os seus problemas estruturais, de vários anos. As principais bandeiras do nosso projeto são três: o Empreendedorismo, visando rentabilizar a AAC e a UC; as Juventudes, fomentando a cooperação entre todas as juventudes partidárias nacionais, no seio da academia; e a Biodiversidade, procurando-se tornar o lago e a academia mais atrativos para patos e patas das mais diversas espécies, bem como para diferentes estudantes.

Apesar de última edição da Queima das Fitas ter tido um lucro bastante favorável, quais as suas ideias para tornar a AAC mais robusta financeiramente?
Muitas das nossas propostas seguem uma lógica de rentabilização dos espaços da academia, captando mais fundos para a sua atividade. Propomos a transformação do edifício da AAC em Airbnbs. Pretendemos, também, rentabilizar a atividade das secções culturais e organismos autónomos, criando formações em empreendedorismo. Defendemos, por fim, mais financiamento por parte da UC, através da aposta na rentabilização da UC, por meio do fomento do turismo e do leilão dos lugares atribuídos a entidades externas, no Conselho Geral.

As cantinas rosas voltaram a ter refeição social, mas a falta de apoios sociais em Coimbra para estudantes universitários continua a ser criticada. Quais os problemas sociais que se compromete a resolver?
Defendemos uma aposta no ensino à distância, libertando os alojamentos da saturação atual e deixando espaço para o turismo da Universidade crescer. No mesmo sentido, cremos ser importante a celebração de uma parceria entre a Universidade de Coimbra e a UberEats, de modo a levar as refeições das cantinas aos estudantes, sem a necessidade destes se deslocarem a estas, eliminando as filas. Acreditamos, igualmente, que, para resolver o problema da precariedade das condições das repúblicas da cidade, estas devem ser integradas nas rotas turísticas da UC, sendo as verbas arrecadadas utilizadas para a requalificação dos edifícios, mediante uma avaliação no TripAdvisor.

A saída da AAC do Encontro Nacional de Dirigentes Associativos marcou a última Magna. Como pensa unir as associações universitárias do país?
O Pato quer limpar o lago para poder ter melhores condições de vida e ter consigo mais patos e patas. Não está, portanto, preocupado com assuntos exteriores ao círculo da própria academia, Universidade ou cidade. Apenas quando os problemas da casa estiverem resolvidos e o lago limpo, ele irá olhar para questões como esta. Urge fazer ouvir e representar os patos, acima de tudo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.