Académica: Apenas dois triunfos nos duelos em Portimão

Posted by

Arquivo

A temporada 2021/2022 do futebol profissional em Portugal começa esta sexta-feira no Estádio Municipal de Portimão. A partir das 20H15, Portimonense e Académica medem forças na primeira fase da Taça da Liga naquele que será o 18.º embate entre as duas formações em solo algarvio.
Olhando para o histórico de confrontos, a Briosa parte “em desvantagem”. Nas 17 partidas anteriores, os estudantes apenas somaram dois triunfos, tendo sido registados cinco empates e 10 vitórias da equipa de Portimão.
A última vez que estudantes e alvinegros jogaram em Portimão foi também numa partida da Taça da Liga. Na 2.ª fase da prova, num duelo jogado a 3 de agosto de 2019, a Académica, orientada por César Peixoto perdeu, 2-0, em Portimão e foi eliminada da prova depois de ter afastado, na primeira ronda dessa edição, outra equipa algarvia, o Farense (triunfo nas grandes penalidades, 4-3, em Coimbra, após uma igualdade, 1-1, no tempo regulamentar).
Antes desse embate tinham sido registados três empates consecutivos entre os dois conjuntos. Em 2017, na 25.ª jornada da 2.ª Liga 2016/2017 (0-0), na época 2010/2011, na 10.ª jornada da 1.ª Liga (2-2, golos dos estudantes da autoria de Miguel Fidalgo e Hugo Morais, num jogo que decorreu em Loulé) e, também, na Taça da Liga, edição 2009/2010 (0-0, no grupo A da competição).

Última vitória estudantil
A última vez que os academistas saíram de Portimão com um triunfo, algo que só aconteceu duas vezes na história, foi em 1990. No dia 1 de novembro, na 10.ª jornada da 2.ª Liga 1990/1991, a turma de Coimbra ganhou 3-2, com três golos a serem apontados por uma dupla de Trinidad e Tobago. Latapy bisou e Lewis abriu o ativo.
Antes dessa vitória, o único triunfo da Briosa frente em Portimonense enquanto visitante foi registado na edição de 1958/1959 da Taça de Portugal. Na primeira eliminatória (1/16 avos de final) após a fase de grupos, os conimbricenses, sob a batuta do brasileiro Otto Bumbel, ganharam 3-2 em Portimão. Miranda apontou dois golos e o goleador Bentes assinou o terceiro.
Sexta-feira há nova oportunidade para a Académica ser feliz em Portimão e quebrar um “jejum” de triunfos que já dura há 30 anos.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.