Covid-19: Unidade de Saúde da Guarda recebe camas para novo espaço de internamento

Posted by

A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda foi contemplada com a oferta de camas pela iniciativa Aconchegar e vai equipar um novo espaço de internamento para doentes com covid-19 no hospital local, foi hoje anunciado.

“A ULS da Guarda recebeu, esta manhã, 04 de fevereiro, 10 camas de articulação elétrica oferecidas pela iniciativa Aconchegar, que permitem equipar um novo espaço de internamento Covid-19, no Hospital Sousa Martins (HSM), na Guarda. Amanhã [sexta-feira], chegam mais oito camas de articulação e elevação elétricas”, refere a ULS num comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a nota, o novo espaço para internamento “já está a ser instalado numa área ampla junto dos Internamentos Covid e ficará em funcionamento ainda esta semana”.

“Em resposta a um pedido de ajuda formulado esta segunda-feira, dia 01 de fevereiro, foi possível mobilizar em tempo recorde 18 camas elétricas, 18 colchões e 36 guardas metálicas para entregar ao HSM”, salienta Nuno Miguel Guerra, porta-voz da iniciativa Aconchegar, citado no comunicado.

O projeto Aconchegar nasceu como resposta à necessidade de levar conforto a quem mais precisa e é coordenado pela Fundação São João de Deus e pelo Chapter Português da International Association of Microsoft Channel Partners (associação de parceiros Microsoft em Portugal), contando com o apoio de um número alargado de embaixadores do setor empresarial e da sociedade civil.

O objetivo do projeto é ajudar a equipar Estruturas de Apoio de Retaguarda (EAR) e hospitais, através da aquisição e doação de equipamentos necessários ao reforço da capacidade de internamento destas estruturas, nomeadamente com a aquisição de camas articuladas manuais e elétricas, guardas metálicas e colchões antiescaras.

O presidente do Conselho de Administração da ULS da Guarda, João Barranca, citado na nota, agradece o gesto solidário: “Estamos muito gratos com a prontidão de resposta e com esta oferta da iniciativa Aconchegar, que possibilita aumentar a nossa capacidade ao nível do Internamento Covid-19, tão necessária no atual período de pressão em que nos encontramos”.

“Reconhecemos e agradecemos penhoradamente a importância destas iniciativas solidárias da sociedade civil, que nos ajudam a manter a prestação adequada de cuidados de saúde”, conclui o responsável.

Na data de hoje, o HSM possui 120 camas para internamentos covid-19 (incluindo 16 camas em cuidados intensivos) e estão 116 ocupadas, dispondo apenas de três camas em cuidados intensivos e uma na unidade de internamento Covid 2.

As unidades de internamento Covid 1 (com capacidade para 44 doentes) e Covid 3 (capacidade para receber 22 doentes) estão com uma taxa de ocupação de 100%.

Segundo a ULS da Guarda, estão ocupadas 10 das 12 camas no Serviço de Medicina Intensiva (SMI) Covid (taxa de ocupação de 83,33%) e no SMI Covid 2, com uma lotação de quatro camas, apenas uma está desocupada (75%).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.269.346 mortos resultantes de mais de 104,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.257 pessoas dos 740.944 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.