Iniciativa Liberal critica “opacidade” no caso dos Covões

DB-Pedro Ramos

Tiago Mayan defendeu ontem a necessidade de “exigência de que tenham fundamento e racionalidade” as decisões políticas sobre o Hospital dos Covões, um processo de desvalorização que critica pela “enorme opacidade”.
O candidato presidencial apoiado pela Iniciativa Liberal (IL) esteve ontem de visita a Coimbra, um percurso que teve início nesta unidade hospitalar da margem esquerda do rio Mondego.
“Não há a aparência de racionalidade neste processo”, afirmou. Para o candidato, “parece evidente” que a situação do Hospital dos Covões constitui “um grande problema que tem de ser enfrentado” pelos cidadãos e pelo poderes públicos, desde logo o Governo.
O advogado defendeu ainda que a decisão sobre o futuro dos serviços do Hospital Geral deve ser “baseada em informação pública” e em dados estatísticos. Tiago Mayan falou após um encontro com profissionais desta unidade hospitalar.
Ao DIÁRIO AS BEIRAS, o candidato acrescentou ainda: “o que eu verifiquei [em relação à situação do Hospital dos Covões] foi uma enorme opacidade em decisões avulsas que vão sendo tomadas e que não têm explicação. São decisões tomadas porque sim e isto é um sinal de um Governo e de um Estado que sente que não tem que se justificar”.
O final do dia foi passado no Café Santa Cruz numa conversa informal aberta à sociedade civil.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.