Descida do preço da água na Figueira da Foz pode ter impacto de 1,5 por cento

Posted by

João Damasceno, diretor-geral da Águas da Figueira

O tarifário da água que entrará em vigor a 1 de janeiro de 2021 prevê uma redução de 0,5 por cento, que será aplicada a todos os escalões e consumidores, conforme aprovação do regulador do setor. De acordo com as contas avançadas pela concessionária, Águas da Figueira, ao DIÁRIO AS BEIRAS, o impacto económico junto dos consumidores pode chegar a 1,5 por cento, tendo em conta que a taxa de inflação prevista deverá situar-se em um ponto percentual.
Há vários anos que a Figueira da Foz deixou de ocupar o lugar cimeiro entre os municípios portugueses com a água mais cara. Atualmente, não ocupa nenhum lugar entre os 25 concelhos que mais pagam por aquele serviço. No âmbito da renegociação do contrato de concessão, foram criados novos escalões, tarifários sociais e a oferta dos três primeiros metros cúbicos. Por outro lado, foram penalizados os proprietários de segunda habitação e os clientes empresariais com consumos acima dos 100 metros cúbicos.
Acerca da descida do tarifário, a empresa, dirigida por João Damasceno, sustenta que “este é mais um pequeno passo para continuar a melhorar a perceção do cliente relativamente à qualidade do serviço prestado face ao custo do mesmo”. Por outro lado, aproveita para destacar o “excelente desempenho do sistema de tratamento de efluentes, que permitiu a utilização segura de todas as praias do concelho sem registo de qualquer ocorrência, cumprindo, na íntegra, todos os requisitos legais aplicáveis”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.