Figueira da Foz: Bares deverão instalar-se na praça do Forte

Posted by

DR

Os cerca de 50 bares e similares da cidade, a maioria concentrada no Bairro Novo, à semelhança do que acontece no resto do país, por causa da pandemia, estão encerrados há mais de dois meses e ainda não se sabe quando e com que regras poderão reabrir. Quem decide é o Governo, mas a autarquia, em concertação com os empresários, está a tentar encontrar uma solução que permita retomar a atividade sem violar as normas sanitárias em vigor.

Indagado pelo DIÁRIO AS BEIRAS sobre o resultado da reunião, realizada esta semana, tendo a vereadora Ana Carvalho como interlocutora dos empresários de bares, o presidente da câmara, Carlos Monteiro, adiantou que está a ser estudada, “em concertação com os donos dos bares”, uma solução que permita adaptar a atividade às atuais regras de contenção da pandemia.

O que está a ser equacionado, adiantou o autarca, é a possibilidade de os bares instalarem um serviço com esplanada num “espaço ao ar livre e que se adapte às novas normas”. O assunto, ressalvou, “ainda está a ser concertado com os empresários” do setor. O espaço deverá ser a ribeirinha praça do Forte, mas com um horário diferente, que poderá ser a partir do fim da tarde e parte da noite, adiantou, por seu lado, Ana Carvalho.

Aquela solução poderá prevalecer depois da reabertura dos estabelecimentos, como complemento à atividade e como forma de animação de verão, acrescentou a vereadora.

Joka Mateus não participou na reunião. Contudo, o empresário figueirense de bares defendeu que, “caso se concretize, será uma boa solução, desde que seja para todos”.

Pode ler a notícia completa na edição digital e impressa do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.