BE de Coimbra questiona “medidas casuísticas” no Hospital dos Covões

Posted by

DR

O Bloco de Esquerda alertou hoje para a inexistência de um “plano de reconfiguração” do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e criticou “medidas casuísticas” em relação ao futuro do Hospital dos Covões.

“O BE denuncia este ambiente de navegação à vista (ou não?), em que o ambiente de indefinição oficial e de ausência dum plano de reconfiguração do CHUC tem servido para medidas casuísticas do conselho de administração do CHUC e do seu presidente”, afirma em comunicado a Comissão Coordenadora Concelhia do partido.

Essas medidas, “dentro de uma orientação inconfessada”, visam “desmantelar o Hospital dos Covões e transformá-lo em qualquer coisa que, tirando eles, ninguém conhece”, refere.

“Das notícias do mal disfarçado e progressivo desmantelamento do Hospital dos Covões, aos desmentidos oficiais do conselho de administração do CHUC [presidido por Fernando Regateiro], passando pelo silêncio dos responsáveis da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro e pela garantia ministerial, há já bastantes meses, de que a solução da rede hospitalar central de Coimbra decorrerá dum plano sustentado por estudos técnicos, tudo isto temos lido e ouvido”, acrescenta.

O BE realça que, “na linha do consumado encerramento, há alguns meses, do Serviço de Pneumologia, em linha, aliás, com os tantos serviços e valências já encerrados nos últimos dez anos”, o órgão liderado por Fernando Regateiro vai encerrar o serviço de Cardiologia dos Covões, bem como o seu Laboratório de Hemodinâmica.

“Este encerramento ocorre na sequência do período de pandemia em que a assistência aos doentes da covid-19 tem sido desenvolvida no Hospital dos Covões, que dispõe, reconhecidamente, de todas as respostas clínicas consideradas necessárias para esta missão”, sublinha a nota.

Para a estrutura concelhia bloquista, “trata-se de uma estratégia que já vem de longe, que visa concentrar, até ao limite do concebível, todos os serviços clínicos de primeira linha no mais que saturado polo de Celas” do CHUC.

O Bloco de Esquerda “exige o cabal e público esclarecimento deste assunto pelas entidades responsáveis, rejeita o desmantelamento progressivo a que o Hospital dos Covões tem estado sujeito” e manifesta solidariedade aos seus profissionais e à “população que tem sido muito bem atendida”, frisando a necessidade de “revalorização desta unidade hospitalar, a bem de um Serviço Nacional de Saúde mais universal e mais eficiente”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.