Figueira da Foz: Maioria dos franceses fica apesar de pagar impostos

Posted by

DB-J.A.

Já haviam manifestado a intenção de ficar na Figueira da Foz, numa reportagem do DIÁRIO AS BEIRAS de julho de 2019, após o período de isenção de impostos, mas não sabiam quanto iriam pagar. Agora, reiteram a vontade de permanecer no concelho, mesmo sendo tributados pelo Estado português em 10 por cento dos rendimentos.

Neste momento, residem na cidade cerca de 90 gauleses, 50 dos quais sócios da Caravel Passion, associação de francófonos da Figueira da Foz, a maioria reformados e aposentados. De acordo com o vice-presidente, Hervé Salenave, “há franceses que pretendiam fixar residência em Portugal mas já não vêm, por causa dos impostos que terão de pagar”. No entanto, dos que residem na Figueira da Foz apenas um em cada 10 passam ao lado do Fisco. Os restantes são antigos funcionários do Estado francês, muitos ex-militares, e fazem retenção na fonte.

Dos 90 franceses que vivem na Figueira da Foz, “apenas uma parte” regressará a França, quando os seus rendimentos começarem a ser tributados em Portugal, e “virá a Portugal só para passar férias”. Mas todos eles, afirmam os seus representantes, gostam de viver na cidade, não poupando elogios à qualidade de vida e à segurança. De resto, cerca de 80 por cento adquiriram casa, enquanto os restantes optaram pelo arrendamento.

Pode ler a notícia completa na edição em papel desta quarta-feira, 5 de fevereiro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.