Um festival onde o leitão é rei

O leitão volta a ser o rei e o prato principal do festival que começa amanhã no Pavilhão de Covões. A iniciativa, que vai já na 13.ª edição, traz algumas novidades. Este ano, o evento começa no dia 15, feriado, e prolonga-se até domingo (dia 19), fazendo com que sejam 5 dias de festival – mais um do que as edições anteriores. Esta é, aliás, uma forma de prestar homenagem aos emigrantes que por estes dias regressam à terra-natal.
”É uma forma de agradecer-lhes. Os emigrantes foram – e são – muito importantes para o progresso da freguesia”, disse Paulo Oliveira, presidente da secção de Futebol da PRODECO, entidade que organiza o evento.
Desta vez, a animação do festival será garantida fora de portas, ao contrário do que acontecia até ao ano passado, em que as atuações decorriam dentro do pavilhão.
“Os concertos vão decorrer no espaço exterior do gimnodesportivo”, disse o responsável.


Num festival em que é “rei”, o leitão pode ser apreciado nas mais variadas formas. Além do tradicional leitão assado à Bairrada, haverá feijoada de leitão, cabidela, rissóis de leitão, bôla de leitão e ainda o folhado de leitão. Petiscos que serão acompanhados pelos néctares da Adega Cooperativa de Cantanhede, que se associa, uma vez mais, a este evento. Novidades, este ano, são o paté e o arroz de cabidela. De leitão, claro está.
Quatro assadores da localidade de Covões estão responsáveis por fornecer as muitas dezenas de leitões que vão ser degustados a cada refeição. O preço por dose (para duas pessoas) ronda os 19 euros e inclui batata, laranja e salada.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.