Economia regional está cada vez mais dinâmica

Posted by

Foto DB/Luís Carregã

Cinco anos depois, que balanço é possível fazer da atribuição dos Prémios Gazela?

O balanço é muito positivo. Basta olhar para os números: aumento do número de empresas (de 57 para 87), de empregados (698 para 2294) e do volume de negócios (483 por cento) ao longo dos vários anos em que atribuímos estes prémios. Como tal, estamos a assistir a uma a economia regional cada vez mais dinâmica. Devemos orgulhar-nos destas empresas, que no dia-a-dia lutam com diversas dificuldades, mas que não desistem e têm sucesso. São, por isso, uma excelente referência para as outras empresas e para quem deseje enveredar pela vida empresarial.

Sinal de que a “crise” da primeira metade da década está a passar…

Claramente. A “mancha” do número de empresas alastrou-se, havendo mais municípios contemplados com esta distinção. Falamos de 45 dos 100 municípios da região, ou seja, quase metade das autarquias.

Porque é que dão tanta importância a este galardão?

Desde logo, porque são empresas jovens, que têm um ritmo de crescimento superior a 20 por cento/ano. Queremos, desta forma, fazer uma radiografia do dinamismo empresarial da região. Ao fim de cinco anos, estamos muito satisfeitos com estes resultados. Uma das principais notas, que pode ajudar ao desenvolvimento equilibrado da região, é o facto de ali estarem representados todos os setores de atividade comercial regional.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.