“Queremos ser o primeiro destino dos turistas nacionais”

Posted by
FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Qual é o principal objetivo do Fórum “Vê Portugal”?

Em primeiro lugar, posicionar o mercado interno como nosso principal foco. Tendo por base os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), percebemos que o turismo interno representa em Portugal cerca de 30 por cento das dormidas. Para o Centro de Portugal, este mercado representa cerca de 60 por cento das dormidas. Se olharmos para 2015, podemos dizer que o Centro registou um aumento de 18,8 por cento de dormidas nacionais, o que nos permitiu atingir o número de 1,7 milhões de pessoas a fazerem férias neste destino. Perante isto, acreditamos que é possível aumentar essa cifra em 2016.

De que forma o fórum se insere nessa estratégia?

Pretendemos intensificar o posicionamento da marca no conjunto da oferta nacional e procurar, através da nova estrutura que é o Centro de Congressos do Convento S. Francisco reforçar esse posicionamento noutro segmento de produtos. Nomeadamente, aquele que o próprio congresso é testemunha e que se integra no produto denominado TICE (em português, Turismo de Incentivos, Congressos e Negócios). Queremos, desta forma, chamar a atenção para o mercado interno, reforçar o posicionamento da região Centro nesse mercado e trazermos para a agenda esta nova construção de um produto turístico que o Centro ainda não tinha bem estruturado. Como tal, contamos com representantes da WTTC (World Travel & Tourism Council), a sul-africana Nina Freysen-Pretorius, presidente da ICCA (International Congress and Convention Association) e experiências e oradores credenciados como o Jordi Carnes, CEO do Turismo de Barcelona, e os professores universitários Alfonso Vargas (Espanha) e Antonio Magliulo (Itália). Queremos que Coimbra passe a jogar numa divisão nacional e internacional nesta matéria.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.