Número de crianças em risco na região centro pode ascender a 1.500

Posted by

crianças

A Comissão Regional da Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente afirmou hoje, quarta-feira, que o número de sinalizações de crianças e jovens em situação de risco da região Centro poderão aumentar, sendo a crise “um fator de agravamento”.

Em 2012, a comissão regional da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) sinalizou 1.521 casos de crianças e jovens em situação de risco, sendo que em 2013 foram contabilizadas 1.340 situações, restando ainda os dados de 20 núcleos de apoio, dos 78 que integram a região.

O processo de avaliação e contabilização termina no final do mês, podendo o número de sinalizações “aumentar”, avançou Odete Mendes, coordenadora dos Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco e membro integrante da comissão regional da ARSC.

A negligência, segundo a responsável, continua a “ser a principal identificação”, podendo nesta área estarem presentes situações de não-satisfação, por parte da família, “das necessidades básicas da criança”, como alimentação, afeto ou cuidados de saúde.

 

Notícia desenvolvida na edição impressa de 13 de março do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.