Mun’Danças minimiza pegada ambiental plantando árvores em Torres do Mondego

Posted by

 

O festival internacional de música folk Mun’Danças, que começa quinta-feira, dia 26, na praia fluvial de Palheiros e Zorro, no rio Mondego, em Coimbra, aposta na sustentabilidade ambiental e, no final, compensará a emissão de carbono com o plantio de árvores.

A ideia é quantificar as emissões poluentes a partir de inquéritos aos participantes sobre os meios de transporte utilizados, e depois plantar árvores que possam compensar essa agressão ambiental, explicou à Lusa o coordenador geral do evento, que decorre em dois períodos na praia fluvial da freguesia de Torres do Mondego, de 26 a 29 de julho, e de 1 a 4 de agosto.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. Abílio Ferreira says:

    Se também todos os que são condenados por porem fogo ás nossas arvores, recebessem como pena a obrigação de plantarem um número equivalente de arvores ao que eles destruíram; deixariam de estar fechados nas prisões só dando despesa e com certeza deixariam de ser incendiários.

  2. anónimo says:

    É tudo muito bonito mas uma organização péssima. Quem não sabia desta festa teve que estar a emitir bastante CO2 numa fila de carros interminavel, e 1h depois (num trajecto que se faz em 10 min) chega á praia fluvial (sim, mesmo lá ao pé do rio) e os Srs da autoridade (muito educados e a cumpriri as funções para as quais foram destacados) informam-nos que temos que dar a volta e sair, que ali não se podia estacionar. Com uma criança aos berros a gritar "quero ir prá praia" lá fomos embora e aprovaitámos os últimos raios de sol do dia em Penacova, um sossego!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.