Opinião: A GEO-POLÍTICA da semana

Posted by

8 jul DOMINGO Turquia Recep Tayyip Erdogan soma e segue, mais de 18 mil pessoas demitidas por decreto-lei pelo presidente da Turquia, incluindo membros das forças armadas, segurança, professores, académicos e do aparelho judicial. O decreto determinou também o encerramento de 12 associações, três jornais e uma cadeia de televisão. A organização não-governamental Human Rights Joint Platform informou que, se somam a estes agora despedidos, 112.679 pessoas despedidas em março passado.

9 jul SEGUNDA Japão Chuvas torrenciais no Japão provocam mais de uma centena de mortos e desaparecidos. A zona oeste do país é a mais atingida, nomeadamente em Hiroshima e Okayama , vivendo-se um momento de total emergência, situação que levou o primeiro-ministro nipónico – Shinzo Abe a cancelar uma viagem à Europa e Médio Oriente, prevista para os dias 11 a 18 de julho. Mais de quatro milhões de habitantes receberam ordens para abandonarem as suas casas.

10 jul TERÇA Reino Unido Boris Johnson, ministro dos negócios estrangeiros, bate com a porta e abandona o governo de Theresa May, avisando que o seu país ainda vai acabar como colónia da UE. O Reino Unido acordou a saída da UE para 29 de março de 2019, cujas negociações sobre os termos do relacionamento posterior estão num impasse. O ministro da Saúde do Reino Unido Jeremy Hunt foi nomeado, esta segunda-feira, ministro dos Negócios Estrangeiros. Jeremy Hunt tinha apoiado a manutenção do Reino Unido na UE.

11 jul QUARTA China Acaba de se realizar , o primeiro Fórum de Defesa e Segurança China-África, organizado pelo Ministério da Defesa chinês. A China aumentou o volume das suas exportações militares, mas também a gama de armas exportadas para África. O Fórum de Defesa e Segurança China-África é um meio eficiente para atingir esses objetivos, porque dá uma oportunidade aos militares africanos de conhecer as capacidades militares chinesas. Acresce o fato da China não controlar a situação dos direitos humanos em África, como faz o ocidente.

12 Jul QUINTA Bruxelas Na nova casa da NATO, Donald Trump veio, falar das contribuições insuficientes dos seus parceiros europeus da Aliança Atlântica (2% do PIB), acusando a Alemanha de entregar milhões à Rússia. Donald Trump aludia ao projeto do gasoduto Nord Stream II, cuja construção está prevista para breve e sai de Ust-Luga, na Rússia para a Alemanha. “Pagam milhares de milhões de dólares à Rússia e nós temos de nos defender da Rússia. Isto não é normal”, criticou o presidente EUA.

13 jul SEXTA Nigéria O grupo islamita Boko Haram, cometeu um duplo atentado fazendo pelo menos 30 mortos no nordeste da Nigéria, no estado de Borno. Estes ataques ocorreram na cidade de Damboa, e tiveram como alvo pessoas que regressavam a casa depois de celebrarem o fim do Ramadão. Desde 2009, a insurgência islâmica já matou mais de 30 mil pessoas e obrigou mais de dois milhões a abandonar as suas habitações.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.