Regeneração urbana e remodelação do mercado com prazos de execução dilatados

Posted by
Foto Pedro Agostinho Cruz

Foto Pedro Agostinho Cruz

O empreiteiro da regeneração urbana da zona do Forte de Santa Catarina pediu a dilatação do prazo de execução da obra para mais 60 dias.

De resto, tinha direito a uma centena de dias, na sequência da alteração do projeto provocada pela demolição de um paredão encontrado na fase de escavações e que não constava do projeto.

Este obstáculo foi detetado na zona onde está a ser construído um parque de estacionamento coberto, junto ao porto de recreio, obrigando a reduzir o número de lugares, de 170 para 134.

Do acordo entre o construtor e a Câmara da Figueira da Foz resultou uma prorrogação do prazo para a conclusão da empreitada de 72 dias, apurou o DIÁRIO AS BEIRAS. Assim, a obra deverá ficar concluída no próximo mês de maio. Os trabalhos a mais são compensados com trabalhos a menos, afiança a nossa fonte.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*