Escola Joaquim de Carvalho celebrou 90 anos

Foto de Câmara Municipal da Figueira da Foz

A Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho celebrou, na passada sexta-feira, 90 anos.
Durante as intervenções efetuadas, a transversalidade em torno da importância da data comemorada foi colocada em destaque, realçando-se o papel e a importância deste estabelecimento de ensino na formação de distintas gerações, que vivenciaram, inclusivamente, momentos da vida política nacional muito díspares.
O presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Pedro Santana Lopes realçou a emoção que sentiu ao apreciar “o orgulho que cada uma das escolas da Figueira da Foz tão bem exibe e que não pode deixar de ser sublinhado”, esperando que cada um dos jovens ali presentes se prepare para os desafios do futuro sempre maiores e mais complexos para que, “futuramente, se possam fixar na cidade que os formou e nela desenvolver e implementar os ensinamentos académicos adquiridos”.

Amor é linha orientadora
O diretor da escola, Carlos Santos, referiu, no seu discurso, que na Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho o amor funciona como linha orientadora, pois graças a ele e só através dele “a obra nasce e acontece”.
Durante a cerimónia, foi visualizado um filme que fez uma retrospetiva aos 90 anos da instituição, homenageando todos os seus diretores. Foram também entregues prémios cívicos e académicos.
Nesta cerimónia estiveram ainda presentes a Delegada Regional da Educação do Centro, Cristina Oliveira, a vereadora Olga Brás, vários presidentes de Junta de Freguesia, e diretores de Agrupamentos Escolares, entre outras entidades.

Homem ímpar na Figueira
Até 1978, a escola teve várias nomenclaturas. No início, em 1932, chamou-se Liceu Municipal Dr. Bissaya Barreto. Mais tarde, em 1961 chamou-se Liceu Nacional da Figueira da Foz. Em 1979, com a distinção entre liceus e escolas técnicas, a designação oficial passou a ser Escola Secundária n.º 2 da Figueira da Foz.
Em 1978, uma portaria governamental consagrou a designação “Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho – Figueira da Foz”, de acordo com a proposta enviada pela escola, reconhecendo o valor de Joaquim de Carvalho no âmbito da cultura e da educação, e com o apoio maioritário dos professores e a concordância da Câmara Municipal.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.