Zona verde do Exploratório de Coimbra vai ter lago e passadiço nas copas das árvores

O espaço envolvente do Exploratório vai ter uma nova imagem. A Câmara Municipal de Coimbra assinou ontem o auto de consignação para o início da empreitada que terá a duração de 240 dias e com o valor de 472 mil euros.
O projeto está dividido em oito zonas envolventes do Exploratório, numa área com cerca de 39 mil metros quadrados.
A criação de um observatório de aves, com bebedouros para os animais, a construção de um anfiteatro, a elaboração de uma zona de piqueniques, a construção de um passadiço sobrelevado, que vai permitir aceder a uma cota superior junto da copa das árvores, e um lago são algumas das novidades.
O diretor do exploratório, Paulo Trincão, assumiu a felicidade pela forma como o projeto evoluiu.
“Estamos muito contentes em termos de financiamento, que foi bem maior do que esperávamos, e na área que vai ser envolvida”, assumiu Paulo Trincão.
Paulo Trincão realçou, no entanto, três pequenos apontamentos que faltaram no projeto, mas que poderão ser retificados posteriormente.
“Sinto que só falta a casa da árvore, mas que foi substituída pelos passadiços, o aproveitamento de módulos de ciência no exterior e também um parque para cães, como o que há nos Olivais”, disse.

Toda a informação na edição impressa e digital de hoje, sexta-feira, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.