Ministério Público acusa 10 pessoas de tráfico e mediação de armas em Alijó

Posted by

O Ministério Público (MP) acusou 10 pessoas de tráfico, mediação e detenção de armas proibidas e falsificação de documento em Alijó, no distrito de Vila Real, anunciou hoje a Procuradoria-Geral Regional do Porto (PGR-P).

Numa informação publicada na sua página oficial, a procuradoria adiantou que, destes 10 arguidos, nove estão indiciados por detenção de arma proibida, três por tráfico e mediação de armas e um por falsificação de documento.

O MP considerou que três dos 10 suspeitos, residentes no Pinhão, Montemor-o-Velho e Ferreira do Zêzere, nos distritos de Vila Real, Coimbra e Santarém, respetivamente, dedicaram-se, pelo menos durante 2018, na zona de Alijó, à comercialização de armas de fogo, peças para estas, munições e explosivos, fornecendo a quem os procurasse, referiu a PGR-P.

A procuradoria sublinhou que estes se dedicavam também ao fabrico de peças para as armas.

Destes dez arguidos, nove estão acusados de detenção de armas de fogo e munições, sem habilitação legal para tal, apreendidas aquando das buscas domiciliárias realizadas a 09 de dezembro de 2018, acrescentou a PGR-P.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.