Opinião: … Retrato na parede no Zoom

Posted by

Por vezes tenho algum receio de repetir algumas propostas, embora com argumentos novos, renovados ou diferentes, porque não quero apelidar ninguém, de pouco inteligente ou pouco habilitado.
Não significa que eu seja o dono da razão, ou detenha algum dom que me permita amiúde, falar/escrever de, e, sobre coisas que a generalidade dos cidadãos pensa.
O País – com letra maiúscula – está a viver uma enorme exaltação patriótica. Isso reflecte-se sobretudo na vontade que os portugueses têm de voltar ao trabalho. Voltar ao trabalho, sim, porque é necessário alimentar bocas, mas também porque todos desejam contribuir para afastar de vez o síndrome da austeridade.
Todos sabemos que nunca mais nada será como dantes, a não ser os espectáculos do campo pequeno sem touros, a festa do avante, as cervejolas nas bombas de gasolina como bares improvisados, as bandeiras ao alto para festejar a vitória do seu clube – de alguns, porque outros ficaram na prateleira – os passeios à beira mar, as caminhadas no Choupal, os ajuntamentos nos cafés para ver “a bola”, as discussões em torno de comentadores – muitos deles – que estão para o futebol, como o Barrigana, enorme guarda-redes, estava para o a,e,i,o,u,, que não sabia ler nem escrever, and so on! Esta ficou bem, não ficou? Intelectual, é intelectual!
Ah, já me esquecia; também as farturas do Toninho do Santo António não são nada de deitar fora! Muito pelo contrário. E a cerveja é tão boa, que até eu, pobre crente, já bebo uma de vez em quando. Mas só mesmo muito de vez em quando, que ainda tenho uns kms para fazer todos os dias e as multas estão caras!
O País político, em vez de se entreter com coisas destas, anda preocupado com um tal, também António Costa, só que Silva, apelidando-o com os mais vis impropérios; “para ministro”, “superministro”, “ministrodaprivada”, “ministroparaomaisestado”! Cum caraças; o Senhor ainda nem entrou e a oposição já anda toda baralhadinha das ideias! Toda não. A tal esquerda – será mesmo esquerda? – sentou-se sossegadinha no cantito como a dizer; vamos lá a “ber” o que é que o António Costa – só, ou o só – desta vez tirou da cartola.
Falando agora mais a sério.
Se eu tivesse acesso ao Senhor, que espero não seja uma espécie de DDT – dono disto tudo – mas que coloque “os pontos no is e os traços nos tês” – pedir-lhe-ia encarecidamente que desse uma saltada a esta região centro, para se aperceber do que estas “gentes” necessitam com urgência. A sério. Venha mesmo!
Com o “caroço” que aí vem, nós também deveremos ter direito a qualquer coisita!
Claro que se anunciar a visita – ai minha Mãe Santíssima – os cromos, vulgo emplastros, apareceriam como cerejas, amontoados, – não é “amonstroados” – acotovelando-se mesmo sem autorização da DGS e sem máscara, que, isto de ficar na foto com o “planeador” é coisa de futuro…e retrato na parede no zoom!
A sério. Venha mesmo! A malta agradece!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.