Obras no IP3 obrigam a desvio pela Barragem da Aguieira durante uma semana

Posted by

DR

A partir da próxima segunda-feira, e até sexta-feira, dia 23, as obras que estão a decorrer no IP3 vão obrigar a um desvio de trânsito com uma extensão considerável para quem circular no sentido Coimbra –Viseu.

O condicionamento de circulação é total neste sentido a partir do Nó de Porto da Raiva (km 67,8), com obrigatoriedade de saída para o IC6 até ao acesso para a localidade de Silveirinho, em direção a Mortágua pela EN234. As viaturas passam por cima da barragem da Aguieira, retomando o IP3 no Nó Sul para Mortágua No sentido contrário, Viseu-Coimbra, a circulação mantêm-se no IP3.

Esta exigência decorre da empreitada que começou na primavera do ano passado para reabilitação do troço do IP3 – Nó de Penacova (km 59) e Ponte da Foz do Dão (km 75,16).

Mesmo na atual situação de pandemia, os trabalhos nunca pararam, tendo sido implementados os Planos de Contingência definidos pela empresa Infraestruturas de Portugal ( IP) e pela empresa que está a executar os trabalhos.

O troço do IP3 que está a ser intervencionado tem cerca de 16 quilómetros, com um prazo de execução de 330 dias. Esta obra representa um investimento no valor de 11,8 milhões de euros no reforço das condições de circulação, mobilidade e segurança.
Inclui a construção de dois novos nós de ligação (Oliveira do Mondego e Cunhedo), eliminando as atuais interceções de nível existentes com viragens à esquerda e requalificação do caminho existente sob a Ponte do Mondego, para permitir a articulação dos movimentos de tráfego do Nó de Oliveira do Mondego.

Pode ler a notícia na edição digital e impressa do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.