Mata do Bussaco e Água do Luso plantam 35 mil árvores em área destruída pela tempestade Leslie

Posted by

A Fundação Mata do Bussaco, com o apoio da Sociedade da Água de Luso, vai plantar até outubro 35 mil árvores nas áreas da mata mais afetadas pela tempestade Leslie, disse à agência Lusa fonte da fundação.

Cada uma das árvores plantadas corresponderá ao dorsal dos atletas que participam em provas de atletismo patrocinadas pela Água de Luso, devendo a plantação arrancar “imediatamente a seguir à Meia Maratona de Lisboa”, marcada para domingo.

“Graças ao inestimável contributo da Água de Luso, vamos repor, este ano, muito mais do que aquilo que perdemos com a tempestade Leslie”, refere a Fundação, destacando que “esta mega ação, sem precedentes na história da Mata, só será possível graças ao referido mecenas”.

No dia 13 de outubro de 2018, a tempestade Leslie derrubou, num curto espaço de tempo, mais de mil árvores, deixando um rasto de destruição na floresta pública, com clareiras em vários locais emblemáticos, tendo provocado prejuízos a rondar o meio milhão de euros.

Serão plantadas unicamente espécies autóctones: azereiro, carvalho, pinheiro manso, aderno, azevinho, pirliteiro, sobreiro, gilbardeira, medronheiro.

As plantações serão feitas por voluntários, pelos funcionários da Fundação Mata do Bussaco e por figuras públicas (artistas, políticos, etc.). As novas árvores serão assinaladas com uma bandeira da Água de Luso alusiva à parceria.

“Em março, abril e maio, faremos plantações com colaboradores, clientes e fornecedores da Sociedade da Água de Luso. Em outubro de 2019 faremos uma grande ação de voluntariado, com a chancela da Água de Luso, para plantar as últimas 3 mil árvores das 35 mil, na Mata Nacional do Bussaco”, anuncia a Fundação presidida por António Gravato.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.