Condeixa vence com reviravolta em Fala

Foto Panão

O Condeixa venceu ontem o Vigor, num grande jogo de futebol, e aumentou a vantagem para os perseguidores.
Em Fala, 1.º e 2.º classificados frente a frente, num jogo com uma moldura humana que há muito não se via.
O Vigor desde cedo demonstrou que estava ali para lutar pela vitória e, aos 3’, Diogo Baptista quase inaugurava o marcador. O Condeixa respondeu de imediato aos 5’, na marcação de um livre que obrigou João Cruz a sacudir para “canto”. A partir daqui, o Vigor impôs uma grande dinâmica e os forasteiros recuaram.
Aos 36’, surge o primeiro caso do jogo: JP ganhou em velocidade a Wilson obrigando este a cometer falta à entrada da área. O árbitro exibiu o amarelo, num momento em que os locais pediam o vermelho.
O Condeixa só aos 40’ criou uma situação de golo, valendo a rápida intervenção de Portugal.
No 2.º tempo, os acontecimentos não foram muito diferentes. O Vigor ia dominando e, aos 56’, o “miúdo” Diogo Baptista, fez uma arrancada em velocidade tirou vários adversários do caminho e, já dentro da área, disparou para o fundo das redes.
Aos 59’, Pedro Ilharco fez duas substituições que vieram dar mais intensidade ao futebol do Condeixa e, aos 72’, Rui Pereira ganhou a bola ainda fora da área e repôs a igualdade, numa jogada em que os adeptos reclamaram mão na bola.
Rui Pereira fez a “cambalhota” no marcador aos 82’, na sequência de um penálti muito contestado pelos locais, numa altura em que o Condeixa já jogava com 10, por expulsão de Hugo Amado.

 

Notícia completa na edição impressa de 11 de março de 2019

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.