Candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura é de âmbito regional

 

A candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura 2027 “ultrapassa as fronteiras da cidade dos estudantes”, estendendo-se a toda a região Centro, defendeu ontem o presidente da Entidade Regional Turismo Centro, Pedro Machado.

“Coimbra tem uma marca, a marca mais forte da região Centro”, frisou Machado durante o debate internacional FOR1C: Uma Capital Europeia da Cultura no Século XXI, no Convento São Francisco, em Coimbra.

O líder da Turismo Centro, que agrupa 100 municípios, disse que a candidatura deverá tornar Coimbra “numa placa giratória” para o conhecimento de uma região que está a ser apresentada, nas campanhas internacionais de promoção turística, como “um país dentro de um país” [“a country within a country”] devido à sua riqueza e diversidade.

Antes de Pedro Machado, já o ex- banqueiro Artur Santos Silva tinha defendido a centralidade de Coimbra “numa região que tem uma dimensão e talento que justificam mais protagonismo e peso no país”.

Santos Silva, que exerceu o cargo de presidente do Conselho Administrativo do “Porto – Capital Europeia da Cultura 2001, lembrou que “metade da população portuguesa vive num território que tem centralidade em Coimbra”, referindo que a candidatura é uma oportunidade de afirmação que não deve ser desperdiçada.

Com o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, sentado na primeira fila do auditório, Santos Silva defendeu que seja feita um esforço de reabilitação da cidade, nomeadamente das entradas, transportes públicos, vias ferroviárias e rodoviárias, parques de estacionamento e atrações turísticas.

A candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura é coordenada pelo mágico Luís de Matos, num grupo de trabalho o grupo que ainda inclui o médico social-democrata Nuno Freitas, o deputado municipal da CDU e antigo diretor do Conservatório de Música de Coimbra, Manuel Rocha, o antigo vice-reitor da UC para a área do turismo, Luís Menezes, o ex-diretor regional da Cultura do Centro Pedro Pita, e a antiga vice-reitora da UC Cristina Robalo Cordeiro.

Toda a informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de amanhã, 18 de março

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.