Mais de 800 mil euros para novos bares do Parque Verde

D.R.

O preço base da empreitada “Parque Verde do Mondego – Margem Direita – Ampliação dos edifícios de restauração e Requalificação dos pisos envolventes” é de 836.117,85 euros (c/IVA). O prazo de execução é de 180 dias. A proposta para a abertura do respetivo concurso público é hoje aprovada pelo executivo da Câmara Municipal.
Na base, recorde-se, está um projeto de ampliação dos bares, elaborado pelo ateliê do arquiteto Camilo Cortesão. O objetivo é a construção de quatro novos módulos no piso superior dos espaços de restauração do Parque Verde do Mondego. Em paralelo, está também prevista a instalação de esplanadas junto a esses módulos.
“A nova solução foi pensada para responder aos episódios de cheia do rio Mondego”, lê-se em nota de imprensa da Câmara de Coimbra. “Se ocorrerem inundações no rés-do-chão, os concessionários poderão continuar a sua atividade no primeiro andar”, acrescenta a nota.
Os concessionários futuros vão, entretanto, beneficiar também de mais espaço, uma vez que passam a funcionar num “duplex”. Cada um dos módulos vai ficar adossado à traseira do edifício e ocupando parte do terraço existente.
Além disso, em vez da configuração de 3+1 estabelecimentos que funcionou no local (três bares/restaurantes mais uma gelataria), ela será futuramente de 4+1.
A referida nota da câmara municipal explica, depois, que o objetivo é avançar com a construção de quatro módulos idênticos no piso superior, um por cada um dos quatro espaços concessionáveis de maior dimensão. Por seu turno, por cima do módulo onde funcionou a gelataria não vai haver piso superior.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.