Jazz ao Centro organizou 400 concertos de jazz em Coimbra em 15 anos

Posted by

O Jazz ao Centro Clube (JACC) comemora, na segunda-feira, com uma série de iniciativas, os seus 15 anos de existência, contando já com cerca de 380 concertos de jazz organizados em Coimbra e a edição de 33 discos pela JACC Records.

São cerca de 380 os concertos de jazz que o JACC dinamizou ao longo de 15 anos de história em Coimbra, entre a programação do Salão Brazil (espaço que gere há pouco mais de cinco anos) e a realização dos Encontros Internacionais de Jazz, disse à agência Lusa o diretor da estrutura, José Miguel Pereira.

Criado após uma série de tentativas de um coletivo de pessoas que queria mais concertos de jazz em Coimbra, o JACC afirmou-se como uma estrutura para a promoção do jazz, em especial do jazz português, realçou.

Em 15 anos, soma-se à gestão do Salão Brazil e à organização dos Encontros a revista jazz.pt, onde se pode conhecer “a realidade do jazz português”, bem como a editora JACC Records, que já editou 33 discos, todos eles “com intervenientes portugueses”, sublinhou.

“Nesta altura, seria expectável que houvesse o mínimo de estabilidade e certeza, mas o certo é que não há. Continuamos sem ter um apoio sustentado por parte da DGArtes, mas temos um apoio muito importante da Câmara Municipal de Coimbra”, referiu José Miguel Pereira, considerando que, apesar das dificuldades, há “uma perspetiva otimista” em relação ao futuro, com vários “projetos que estão a nascer”.

Um desses projetos vai ser formalizado na segunda-feira, com a assinatura do protocolo que institui o Clube UNESCO Coimbra no seio do JACC, onde se vai procurar aprofundar a reflexão do seu serviço educativo em torno das temáticas dos direitos humanos, educação artística e musical, património mundial, inclusão social e envolvimento comunitário.

O Jazz ao Centro vai trabalhar com três escolas associadas à UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em Coimbra, para trabalhar essas temáticas.

“Vamos tentar, junto da comunidade escolar, mas também do resto da população, criar iniciativas que permitam que reconheçam e conheçam o património incluído na lista da UNESCO”, explicou, referindo que, no final do ano, haverá também uma programação do Salão Brazil relacionada com os direitos humanos.

Na segunda-feira, para além do protocolo, o JACC celebra o seu aniversário com concertos de jazz à tarde, na rua Ferreira Borges, com combos formados em contexto escolar ou de formação, uma emissão na Rádio Baixa dedicada aos discos da editora e um concerto do conjunto norueguês Honest John no Salão Brazil, às 22:00.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.