Louvor do Parlamento na homenagem a António Fragoso

Posted by

Um voto de louvor unânime, atribuído este mês pela Assembleia da República à Associação António Fragoso (AAF), reconhece a atividade da instituição, com sede na Pocariça, Cantanhede, em prol da Cultura Portuguesa.

Esta distinção acontece dois meses depois do início de um ano de comemorações do centenário do falecimento do compositor, que morreu precocemente a 13 de outubro de 1918, com apenas 21 anos, vítima de uma vaga de gripe pneumónica que se registou na época.

Muitas décadas depois, em 2009, foi criada a Associação António Fragoso, por iniciativa de sobrinhos diretos e sobrinhos netos do compositor. A entidade cultural tem como objetivos promover “o estudo e divulgação da sua vida e obra, a organização, catalogação, digitalização e arquivo de todo o seu espólio, quer o atualmente conhecido e na posse da família, quer o que venha no futuro a ser descoberto”.

Foi neste contexto que, em 2014, foi assinado um protocolo de doação do espólio do músico e compositor à Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, garantindo assim o estudo da sua obra, para além de ser um momento de homenagem e reconhecimento do homem e músico. O espólio é composto por cerca de 1.500 peças (entre manuscritos, fotografias, livros, discos e gravações da antiga Emissora Nacional, hoje RDP).

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.