Ordem dos Médicos foi recebida em Belém

FOTO DR

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, entende a posição da Ordem dos Enfermeiros quanto à greve que decorre na classe e admite apoiar uma paralisação de médicos que sindicatos possam marcar no futuro.

“Se houver uma greve dos médicos [esse apoio] depende daquilo que forem as reivindicações dos médicos. Os médicos têm muitos motivos para poderem aderir a uma greve que seja convocada pelos sindicatos. Se a Ordem dos Médicos concordar com as reivindicações obviamente que apoiará os médicos que decidirem aderir a grave”, disse o bastonário anteontem, após ter sido recebido em Belém pelo Presidente da República.

Quanto à greve dos enfermeiros o bastonário disse que não comentava, ainda que reconhecendo “que existem algumas razões a todos os profissionais da saúde, neste momento, para estarem descontentes com o sistema”.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Maria Regina Brito says:

    Estou com muitas duvidas sobre a greve dos enfermeiros pelas razões que passo a citar: somos um país pobre que está a fazer o possível para se levantar . Há muita gente a ganhar mal, técnicos superiores licenciados, policias médicos erc, todos ganham mal mas é o país que temos tido. Por acaso são só os enfermeirosq que estão mal? De resto quando se vai a um hospital essa classe quase sempre é muito malcriada, sempre mal disposta, faz se uma pergunta eles nunca mostram boa aducação ou não respondemq ou resqpondem agreqssivamente. Para exigirem alguma coisa tem que mudar de atitude porque quando se vai a um hospital privado somos sempre bem recebidos. Tenho a ADSE e desisti de aturar esses malcriados. Vão se educar e depois podem pedir. A maioria não merece!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*