Projeto visa melhorar a eficiência dos edifícios

Posted by

 

O município da Figueira da Foz vai desenvolver um projeto pioneiro que pretende melhorar a eficiência energética e ambiental dos edifícios, através de um Laboratório Vivo para a Descarbonização, que foi ontem apresentado.
Segundo a autarquia, o projeto 100% Green “representa a criação de um Laboratório Vivo que pretende cocriar cidades mais inovadoras, sustentáveis, inclusivas e resilientes, com vista a melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e das comunidades”.
A solução “não só melhora a eficiência energética e promove a integração de energias renováveis nos edifícios, como também valoriza e converte as emissões destes (por exemplo CO2, partículas e CO) em biomassa microalgal, através de fotobiorreatores que funcionarão como biofiltros, para melhorar o desempenho ambiental dos edifícios”, explica.
“Por sua vez, a biomassa microalgal será valorizada como energia alimentar para aquacultura, otimizando-se logisticamente a atividade de tráfico de fretes urbanos com esta tipologia de soluções tecnológicas”, acrescenta.
A autarquia acredita que o projeto 100% Green “representa o nascer de uma nova realidade para os edifícios”.
Neste projeto, o município terá como parceiros tecnológicos de desenvolvimento da solução a Associação BLC3 – Campus de Tecnologia e Inovação, o Laboratório Nacional de Energia e Geologia e a COMPTA.
O projeto tem também como parceiro local o Pescódromo de Lavos, onde serão realizados testes em aquacultura.

 

Notícia completa na edição impressa do dia 18 de agosto de 2017

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*