Saneamento em Cantanhede chega aos 99 por cento

Posted by

A empresa municipal INOVA vai aumentar a taxa de cobertura de saneamento do Município de Cantanhede para 99%, através de uma empreitada que está já em fase de concurso e cuja execução deverá ser iniciada dentro de dois meses.

Atualmente com 97% da população do concelho servida pelo sistema de recolha e tratamento de efluentes, na sequência de investimentos superiores a 20 milhões de euros, aquela empresa municipal vai agora estender a rede de drenagem a franjas habitacionais dispersas.

Os trabalhos a realizar para o feito têm um custo estimado de cerca de um milhão de euros, montante que será comparticipado em 85% pelo quadro comunitário de apoio Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

Saneamento em cinco aglomerados

Com este investimento, a INOVA-EM vai instalar saneamento em cinco aglomerados urbanos (Coutada, Azenha, Recachos, Corgo Encheiro e Porto Sobreiro), bem como em arruamentos que a recente revisão do PDM veio considerar como urbanos, além de outros em que se justifica a colocação de coletores.

Trata-se da instalação de condutas numa extensão total de aproximadamente 12.500 metros lineares e duas estações elevatórias em troços específicos da rede a executar nos termos dos projetos elaborados pela empresa municipal, a partir de estudos sobre as melhores soluções a adotar para as condições de realização das obras nas zonas previstas.

Na generalidade dos arruamentos urbanos, as condutas serão instaladas no eixo da via pública, enquanto nas vias de circulação mais amplas e nas novas urbanizações com ruas de grande largura e amplos espaços livres e passeios, admite-se a implantação fora das faixas de rodagem, mas respeitando sempre a distância mínima de um metro em relação aos limites das propriedades.

 

2 Comments

  1. Henrique Costa says:

    Tenho é pena de o presidente da CM Cantanhede não querer se candidatar à câmara de Coimbra. Esta falta de ambição é uma nódoa no seu curriculum… 🙂

    • Zé da Gândara says:

      Se ele se fosse embora de Cantanhede para onde quer que fosse é que era assunto… Parece-me que há quem sofra de partidarite congénita e que queira a todo o custo servir de cheerleader dos seus pequenos ídolos, nem que para isso tenha de ser parcial a todo o custo…. Ora façamos um pequeno exercício de seriedade intelectual: Qual era a percentagem de cobertura do saneamento do concelho de Cantanhede antes de o ídolo do Sr. HC ascender ao trono do município de Cantanhede? Ora, se calhar já não era assim tão baixa quanto isso… Em freguesias periféricas do concelho já em 1979 havia saneamento básico (mal construído, é certo mas nem por isso, quase 40 anos depois e mesmo depois de o mágico do saneamento básico ter ascendido ao trono, esses problemas se resolveram)… Ah… E já havia nessa altura basicamente os arruamentos alcatroados que existem hoje em dia… Quando se passava para o vizinho concelho de Montemor-o-Velho era uma diferença do dia para a noite… Saneamento nem vê-lo (aliás, hoje ainda não é assim tão diferente quanto isso face a esse tempo ido)… As estradas em Montemor-o-Velho, sobretudo no oeste do concelho eram pouco mais que "picadas"… Onde é que o Sr. HC (excluíndo o efeito da partidarite congénita) vê mais-valia na actuação do seu ídolo? Pelos vistos, sua excelência acha que não se deve de considerar a base de partida na sua apreciação… Isso na minha terra chama-se aldrabar uma apreciação ou mesmo ser-se parcial…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*