Engenharia publicitária ao serviço dos (mais) curiosos

Posted by

dont_peek_3Uma simples máquina de exposição com um orifício onde se podia ler “não espreitar” foi o suficiente para provocar a reação exatamente contrária do público visitante, que fez filas para espreitar pelo buraco, durante a recente feira de cosmética que decorreu na Exponor.

No fundo era essa a intenção dos inventores da máquina: a equipa especializada em engenharia publicitária da Whyse Madness, empresa do grupo Sirmaf, com sede em Taveiro, Coimbra.

O equipamento “Don’t Peek!” foi utilizado para promover a Pluricosmética. Aquilo que é, à primeira vista, uma cabine de duche onde se podia observar uma mulher a tomar banho, passou a ser um objeto de curiosidade. “Por experiência da interação do público com o equipamento, toda a gente espreita”, constata Hugo Azevedo, responsável pela empresa.

 

Ver versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.