GNR retirou 28 redes de meixão do rio Mondego com um valor comercial de quase 20 mil euros

Posted by

meixao

 

 

O Destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz (DCC/GNR) anunciou quarta-feira (19 de dezembro) a conclusão de uma operação no rio Mondego, que levou à apreensão de 28 redes de meixão (enguia bebé), cuja captura é proibida.

De acordo com o Major Jorge Caseiro, comandante do DCC/GNR da Figueira da Foz, a operação de fiscalização das atividades da pesca, designada Badalo 302, decorreu ao longo de vários dias.

“Foi prolongada no tempo por força das condições meteorológicas dos últimos dias, já que o rio apresentava todo o tipo de detritos que impediam a navegação em segurança”, declarou.

Num percurso compreendido entre a ponte da Figueira da Foz e a ponte da Ereira, já no concelho de Montemor-o-Velho, foram removidas um total de 28 redes de meixão “cinco delas com os respetivos sacos fechados, ou seja, estando em ação de pesca”, informou o oficial da GNR.

Foram ainda elaborados dois autos contra desconhecidos, um por crime de pesca ilegal (relativo a 21 redes) e outro por contraordenação (sete redes)

As redes apreendidas, com um valor comercial de 19.600 euros, irão ficar à guarda do Destacamento de Controle Costeiro da GNR até à decisão dos processos “tendo como provável destino final a reciclagem”, disse Jorge Caseiro.

(Texto da agência Lusa)

One Comment

  1. Contra desconhecidos? Só rir. Claro, estas apreensões são só para de vez em quando ir mostrando serviço. Toda a gente nas redondezas dessa área sabe quem são. Aliás, vivem exclusivamente disso. Mas a GNR não… Não sabe. Só visto…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.