Dois dos quatro militares alvejados em Idanha já tiveram alta

Posted by

Dois dos quatro militares alvejados na última noite em São Miguel de Acha, Idanha-a-Nova, “já tiveram alta” e os outros só precisam de “tempo” para recuperar, disse fonte da GNR à agência Lusa.

Os elementos da GNR sofreram ferimentos ligeiros depois de alvejados por um homem que terá cerca de 50 anos e que se recusou a fazer um teste de alcoolemia após um acidente de viação.

Um dos militares foi observado nos Hospitais da Universidade de Coimbra devido a ferimentos nos olhos provocados por estilhaços de um vidro da viatura da GNR ao ser atingida com tiros de caçadeira.

Esse militar “já teve alta”, disse à agência Lusa o alferes Tiago Delgado, comandante do posto territorial de Idanha-a-Nova.

Os outros três feridos foram observados no Hospital de Castelo Branco, sendo que um já teve alta e para os outros dois “a recuperação é uma questão de tempo”, não inspirando qualquer preocupação.

A GNR deteve dois suspeitos da autoria dos disparos durante a noite, mas apenas um terá estado envolvido no ataque aos militares, refere Tiago Delgado.

O homem que está a ser interrogado pela Polícia Judiciária de Coimbra nas instalações da GNR de Castelo Branco é divorciado e reside sozinho em São Miguel de Acha, acrescentou.

 

(Texto: Agência Lusa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.