Câmara de Coimbra instala semáforo para controlar velocidade na Av. Gouveia Monteiro

Posted by

Foto Gonçalo Manuel Martins

A Avenida Gouveia Monteiro, que liga os HUC à rotunda da Fucoli, conta desde ontem com um semáforo que permite controlar a velocidade.

O sinal, instalado pouco antes da fatídica curva onde se registam quase todo os acidentes daquela artéria, tem como objetivo permitir aos automobilistas identificarem a velocidade e proceder ao seu ajustamento quando ali circulam.

Ao mesmo tempo, o sinal luminoso permitirá obter leituras e registo de tráfego, nomeadamente, quanto às velocidades praticadas e tipologia de veículos.

Versão completa na edição impressa

8 Comments

  1. Se é publico e sabido que por deficiencias de planificação e construção a curva provoca acidentes constantes, porque é que em vez de um semáforo, não se corrige o erro???
    O problema está na inclinação contrária e favorável a despistes. Mas é mais barato um semáforo… .

  2. Pinto Pereira says:

    Parabéns à CMC pela implantação deste sinal vertical.Também é importante repavimentar aquele troço da via, que está muito detiorado e não garante a aderência dos pneus das viaturas em boas condições de segurança, pois trata-se de uma zona da via onde a geometria de traçado é constituida por uma curva com raio variável que faz a transição entre os alinhamentos rectos e a curva de raio circular e se a geometria de traçado não estiver bem implantada e o pavimento estiver gasto, poderá constituir um ponto negro, independentemente dos sinais verticais que lá colocarem.

  3. O problema esta na forma patética como foi construída aquela curva. Não seria necessário ir à escola para ver que esta mal feita. Não sei que raio de "psudo Engenheiros mandam fazer uma coisa daquelas.
    Claro que os acidentes vão continuar, mesmo a baixas velocidades os acidentes acontecem. Já presencie um caso.

  4. Eu passo por lá todos os dias em velocidade normal e sinceramente não me parece que a culpa dos acidentes seja só da curva…

  5. O que é pretendido não é a resolução do problema. Com "leituras e registo de tráfego, nomeadamente, quanto às velocidades praticadas e tipologia de veículos", e com as tecnologias existentes, prepara-se aqui um processo de caça à multa.

  6. Mauricio Arrais says:

    Carissimo Presidente:Em tempo de crise deixo uma sugestão:Tentar poupar o máximo de eletricidade na via pública e nas repartições.Ao longo de muitos anos tem sido um desperdicio muito grande em Portugal.Acender mais tarde e apagar mais cedo.Mudar para lampadas de menor consumo.Várias cidades já cumprem.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*