Construção do IC3 “tropeçou” em achados arqueológicos

Posted by

Foto de António Rosado

Foram encontrados vestígios arqueológicos nas obras de construção do IC3 entre Tomar e Coimbra (Concessão Rodoviária do Pinhal Interior), na zona de Lamas, Miranda do Corvo.

Os achados, que remontam à época romana, obrigaram à mobilização de diversos técnicos especializados para as necessárias escavações, “procedimento habitual neste tipo de situações”, referiu uma fonte contactada pelo DIÁRIO AS BEIRAS. O diretor do IGESPAR, Gonçalo Couceiro, confirmou que o assunto está a ser acompanhado.

Após um encontro com os responsáveis da obra que decorreu ontem, a presidente da autarquia, Fátima Ramos, recolheu a informação de que o valor histórico dos vestígios não justificará qualquer alteração de traçado ou de prazos de execução da obra, embora os arqueólogos da empresa Omniknos, com sede no Porto, continuem a trabalhar no terreno sem, todavia, puderem prestar declarações, “por razões contratuais firmadas com a Estradas de Portugal (EP)”.

A existência de vestígios de ocupação humana da região nos últimos milénios não surpreende.

Toda a história na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 4 de agosto

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*