Obras nos Fornos até Junho de 2011

Posted by

O ofício da Estradas de Portugal (EP) surpreendeu “pela positiva a Junta de Freguesia”. De acordo com o presidente Ricardo Rodrigues, a empresa pública refere que o projecto de execução da nova passagem hidráulica está “em fase de concurso, tendo sido entregues as propostas para elaboração do mesmo no dia 29 de Julho”.

A carta, subscrita por dois administradores da empresa pública, indica que o concurso se tratou de “um procedimento por ajuste directo com convite a empresas da especialidade”. Definida a empresa, a EP acredita que o projecto, “com um prazo de execução de 120 dias, estará fechado e pronto para lançamento da obra em meados de Novembro de 2010”. A este prazo acresce, segundo o ofício, “o tempo necessário para a contratação da execução da empreitada (estimado em cerca de seis meses), o qual condicionará o início da empreitada para final do 2.º trimestre de 2011”.

As datas da EP vão, agora, ajudar a autarquia a decidir os prazos para a construção da passagem hidráulica na antiga Estrada Nacional 1. Uma obra que, recorde-se, já tinha sido lançada pela câmara, mas que a 26 de Abril último foi anulada devido à necessidade de ser lançado novo concurso para a construção de uma passagemde maiores dimensões naquela zona.

Ricardo Rodrigues entende que os problemas, ao nível de Torre de Vilela, não se ficam pela construção das duas novas passagens. Para o autarca, há que resolver também a questão da drenagem das águas pluviais na Rua dos Alcorredores, cuja bacia de retenção junto ao nó do IP3 terá sido autorizada pela Estradas de Portugal. Assim como a necessidade de ser garantido a jusante “um eficiente escoamento no leito periférico direito/Vala do Norte e a remoção de alguns importantes obstáculos como a sub-dimensionada Ponte da Quinta do Coito (Antuzede) e insuficiente passagem na Geria/Cidreira.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*