diario as beiras
GeralNacional

Sindicato organiza arruada em Lisboa para escola pública não ser esquecida nas eleições

05 de fevereiro às 13h42
0 comentário(s)

O Sindicato de Todos os Profissionais da Educação (Stop) vai organizar uma “grande arruada nacional”, em Lisboa em 02 de março, para que a escola pública não seja esquecida durante a campanha eleitoral, anunciou hoje o coordenador do sindicato.

André Pestana disse à Lusa que a iniciativa pretende “relembrar que o próximo Governo, seja ele mais à esquerda ou mais à direita, tem seriamente de investir na escola pública e na dignificação dos seus profissionais”.

O responsável realçou que a ideia de uma arruada passa por, utilizando o atual contexto de eleições legislativas, avançar com uma iniciativa que “não é uma campanha por partidos, mas pela escola pública”, que espera que culmine numa grande mobilização dos profissionais da educação em Lisboa.

“Independentemente dos nossos alunos serem filhos de ricos ou de pobres, é [na escola pública] que todos podem, em igualdade, ter esse direito a uma educação de excelência. É essa a nossa batalha”, vincou.

O dirigente sindical salientou que, caso os partidos, após as eleições se “esquecerem” da dignificação dos profissionais, poderão “contar com o Stop para a continuação da luta”.

“Há partidos a falar de contratos de associação ou cheques-ensino, mas queremos uma escola pública de excelência e só pode haver uma escola pública de excelência se houver uma dignificação de todos os que lá trabalham”, asseverou.

O ano de 2023 foi marcado por greves consecutivas dos profissionais da educação e várias manifestações dos professores.

Autoria de:

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Geral

Nacional